Informativo

Setor educacional diante da LGPD é tema na mídia

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), pede que escolas também se adequem ao tema para proteger informações de alunos, pais e da própria instituição.

O portal IstoÉ Dinheiro Online e o Jornal do Commercio, do Amazonas, publicaram um artigo sobre os desafios e soluções da educação perante a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrará em vigor em agosto deste ano. O texto é assinado por Christiano Grillo Justus, especialista em tecnologias educacionais e um dos responsáveis pelo HUB.Educacional.

A publicação explica que o propósito da Lei é assegurar a privacidade e segurança das pessoas em ambientes online sob uma série de critérios. Ressalta ainda que leis semelhantes já existem em outros países, demonstrando que tal medida é uma necessidade atual. 

Em vigência, a regra acarretará mudanças em todo o ecossistema de dados e informações, o que impacta toda e qualquer empresa brasileira, incluindo as do setor educacional. O grande desafio para as instituições de ensino, além da gestão do grande volume de dados – principalmente  de pessoas menores de idade, – é o controle do compartilhamento dessas informações com instituições parceiras e fornecedores. 

O que pode ser feito?

Mas, além de apontar as necessidades, o artigo traz algumas dicas: como o uso de uma plataforma que faça o envio dos dados de forma anônima. Segundo Justus, a anonimização garante que as informações não sejam associadas diretamente a pessoa, o que agrega mais segurança e credibilidade ao manuseio dos dados. 

Seguindo essas recomendações, o HUB.Educacional coloca uma camada extra de segurança para dados importantes da escola, além de unificar todas as soluções em um só lugar, o que faz com que a instituição não precise fornecer informações dos alunos a diversas aplicações, tendo que acessar individualmente cada uma para obter os relatórios de uso e performance. 

Tais medidas são imprescindíveis para que as escolas atestem que tudo está devidamente de acordo com as políticas de acesso, armazenamento e compartilhamento de dados. Leia o artigo na íntegra aqui.

Escrever um comentário